Este modesto blogue é especialmente dedicado à minha filha *MARTA CASTRO* a razão maior duma vida em amor !!!

Eu tenho a noção exata // Das minhas limitações // Mas quando d'amor se trata // Perco todas as noções.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A maior parte destes 760 poemas poemas tem o Fado como destinatário.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- --------------------------------------------------------------------------------------------

SE GOSTA DA MINHA POESIA...CANTE-A !!!

Manhãs sempre iguais

Logo que a manhã me beija / ternamente
Como faz todos os dias / com rigor
Sinto que a alma fraqueja / lentamente
Por ter as horas vazias / meu amor

Vazias sim, porque tu / paixão constante
Vives longe, muito longe / do meu leito
Enquanto eu, feito monge / caminhante
Trago fraquezas a nu / dentro do peito

Sou solidão casta e gasta / pela vida
Dormindo em leito vazio / abandonado
Onde a vontade mais casta / mais sentida
Se gasta dentro do frio / deste fado

Enquanto se vão gastando / em solidão
As vontades naturais / que vou sofrendo
As noites vão preparando / a redenção
Dessas manhãs tão iguais / a que me prendo