Blogue especialmente dedicado a minha filha *MARTA CASTRO* a razão maior duma vida em amor !!!

Eu tenho a noção exata // Das minhas limitações // Mas quando d'amor se trata // Perco todas as noções.

A maior parte destes // 670 // poemas têm o Fado como destinatário.

*

Maldito vírus

Maldito sejas tu... vírus danado
Morre longe, porque cá ninguém te quer
Vieste apenas p'ra fazer sofrer
O povo, já por si tão fustigado

Maldito sejas tu... vírus atroz
Que t'escondes atrás da incerteza
Espalhas o terror em todos nós
Limitando o acesso à nossa mesa

Maldito sejas tu... p'ra quem a vida
Não tem peso, nem conta, nem medida
Apenas tem o mal como raíz

Maldito sejas... e que a tua morte
Seja notícia que por bem, conforte
O mundo que merece ser feliz