Este site contém versos // De variado sabor // São sentimentos dispersos // Refletindo a minha cor.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Saudades do quotidiano

- - - 
Tenho saudades do fado // E do brilho que ele tem
Porque mesmo mal cantado // Fazia-me sentir bem

Tenho saudades da rua // Abarrotada de povo
Que hoje, despida e nua // Anuncia um tempo novo

Tenho saudades de ver // A bola saltar à toa
Nos espaços de lazer // Onde o tempo quase voa

Tenho saudades da bica // No café à minha beira
Onde o povo vai e fica // Em amena cavaqueira

Tenho saudades daquele // Bom amigo, a quem abraço
E de partilhar com ele // As diabruras que faço

Tenho saudades do Zé // Do Sérgio, do Rafael
Do Delindro do André // Do Luís, do Daniel;

Do Tony, do Leonel / Do Rudy, do Cristiano
Do Marcelo, do Miguel / Do Ruben, do Cipriano;
Do Martins, do Vitorino // Do Carlos, do Joaquim
Do Rui, do Paulo, do Dino // Do Pedro, do Franklim;
Do Rolando, do Pereira // Do Francisco, do Adão
Do António, do Teixeira // Do Maurício, do João;
Do Ricardo do Heitor // Do Mário, do Beijamim
Do Marco, do Antenor // Do Tiago, do Delfim;
Do Jonas, do Madureira // Do Batista, do Alfredo
Do Crispim, do Oliveira, // Do Loy e do Azevedo;
Do Abreu, do Vasconcelos // Do Nelson, do Teodoro
Tenho saudade de vê-los // Porque é gente que eu adoro
Saudades da Florinda // Da Lúcia, da Manuela
Da Guida, da Isolinda // Da Ana, da Florbela;
Da Marta, da Cristiana // Da Helena, da Rosinda
Da Sofia, da Diana // Da Lurdes e da Carminda;
Da Luísa, da Helena // Da Linda, da Adriana
Da Sandra, da Filomena // Da Ana, da Mariana;
Da Sara, da Isabel // Da Paula, da Felismina
Da Eugénia, da Raquel // Da Elsa, da Ludovina

Como a lista é grandiosa // E d'elevado tamanho
Vou enviar uma Rosa // Às amigas qu'inda tenho

Saudades de minha Mãe // E do meu querido Pai
Que partiram, mas porém // O amor fica... a vida vai

Mas a saudade maior
Imposta pela ausência
É do fado, o grande amor
De toda a minha existência

Sem comentários: