Blogue especialmente dedicado à minha filha *Marta Castro *a razão maior da minha vida*

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sorte permanente

Há quem não saiba que o fado
Cantado / dito, ou tocado
É brado / da alma em flor
Mistério quase perfeito 
Do peito / que satisfeito 
Tem o jeito / do amor

Existe até quem maldiga
A cantiga / e não consiga
Que a intriga / tenha voz
Fado é sorte permanente 
De quem sente / a dor pungente 
Permanentemente / em nós 

Quem quiser então saber
O poder / e o prazer
Que pode haver / nesta sorte
Abra o peito ao sentimento
No momento / em que o alento
É vento / soprando forte

Sem comentários: