Blogue especialmente dedicado a minha filha *MARTA CASTRO* a razão maior duma vida em amor !!!

Eu tenho a noção exata // Das minhas limitações // Mas quando d'amor se trata // Perco todas as noções.

A maior parte destes // 670 // poemas têm o Fado como destinatário.

*

Quando não sonho

Quando não sonho, sou triste
E já nada me seduz
Pois no meu sonho persiste
O peso da tua cruz

Quando não sonho, sou nada
E nada tenho p’ra dar
Se tenho a mente parada
Nada me pode salvar

Quando não sonho, sou rio
Sem mar p’ra onde correr
Na alma suporto o frio
Que me quer enlouquecer

Quando não sonho contigo
Apetece-me cantar
Só cantando é que consigo
Forças, p’ra continuar

Quando não sonho, sou voz
De sentimento calado
Mas quando sonho por nós
Sou alma do próprio fado