Blogue especialmente dedicado à minha filha *Marta Castro *a razão maior da minha vida*

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Rua da minha infãncia

Na rua da minha infância
Existe um velho jardim
Sem qualquer utilidade
Por lá brinquei em criança
E se calhar foi por mim
Que ele morreu de saudade

Na rua também existem
Ruínas da velha escola
Aonde fui educado
No pátio ainda persistem
Marcas duma velha bola
Que me mantinha ocupado

A escola não resistiu
Ao rumo avassalador
Da vida tão apressada
Mas saibam que ela cumpriu
Com o máximo rigor
A tarefa destinada

Ó rua da minha infância
Não te entregues à idade
Que te quer mudar a cor
Olha que a lei da ganância
Tem mais força que a saudade
Mas não te vence em amor

Sem comentários: