Blogue especialmente dedicado a minha filha *MARTA CASTRO* a razão maior duma vida em amor !!!

Eu tenho a noção exata // Das minhas limitações // Mas quando d'amor se trata // Perco todas as noções.

A maior parte destes // 670 // poemas têm o Fado como destinatário.

*

Nada é eterno

Na vida, nada é eterno
O outono traz o inverno
O inverno traz tempestade
Depois vem a primavera
Que já tem à sua espera
Um sopro de liberdade

Há andorinhas felizes
Que vêm doutros países
Em busca de céu aberto
Regressa então o verão
Que nos dá libertação
Mas nunca traz tempo certo

Com o regresso do outono
Vão ficando ao abandono
As folhas no chão caídas
No amor, nada é eterno
Às vezes temos inverno
No tempo das nossas vidas