Este modesto blogue é especialmente dedicado à minha filha *MARTA CASTRO* a razão maior duma vida em amor !!!

Eu tenho a noção exata // Das minhas limitações // Mas quando d'amor se trata // Perco todas as noções.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A maior parte destes 760 poemas poemas tem o Fado como destinatário.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- --------------------------------------------------------------------------------------------

SE GOSTA DA MINHA POESIA...CANTE-A !!!

Alcunha

Nome pode ser alcunha / Quando não se sabe o nome
E se a vaca perde a unha / Há sempre alguém que a come

Nome pode ser insulto / Se a coisa não corre bem
Pessoa pode ser vulto / Com formas que ninguém tem

Nome pode ser ofensa / Quando a cara não agrada
De nada vale ter crença / E andar com a fé virada

Nome pode ser motivo / De processo em tribunal
Acusado de estar vivo / Sem ter vivência normal

Nome pode ser acaso / Coincidência ou presságio
Pode também ser o atraso / Dum fado quase plágio

Nome pode ser a senha / Duma conta bem choruda
Qualquer coisa que convenha / A quem de caráter muda

Nome pode ser, até / Passaporte caducado
De alguém que sabe quem é / E quer viver nascarado

Nome pode ser destino / Má sorte, azar ou castigo
Quand
o não é genuíno / É tudo o que aqui não digo