Blogue especialmente dedicado à minha filha *Marta Castro *a razão maior da minha vida*

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Dura prova

A luz do teu olhar triste, cinzento
Reflete com rigor a tua sorte
Medonho, cor do mar quando violento
Perdeu o rumo certo para norte

A luz do teu olhar azul de prata
Não tem o brilho, outrora angelical
Até perdeu a direção exata
Perdendo assim o rumo natural

Agora tens contigo a estrela triste
Que guia o teu futuro como quer
E não te quer poupar a dura prova

Se a luz do teu olhar já não existe
Terás de te’encontrar p’ra renascer
Terás de renascer com vida nova

Sem comentários: