Este site contém versos // De variado sabor // São sentimentos dispersos // Refletindo a minha cor.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O lápis de carvão

---
Com um lápis de carvão
Desenhei um coração
Com o teu nome e uma flor
P’ra ficar mais preenchido
Fui roubar ao Deus cupido
A flecha do amor

Com o lápis de carvão
Escrevi também um verso
Com o teu nome rimado
No tempo da ilusão
Um sonho mesmo disperso
Tem sempre sabor a fado

Da forma mais natural
O tempo, mola real
Matou a minha ilusão
Desses sonhos de criança
Guardo ainda na lembrança
O meu lápis de carvão

Março 2009

Sem comentários: