Blogue especialmente dedicado a minha filha *MARTA CASTRO* a razão maior duma vida em amor !!!

Eu tenho a noção exata // Das minhas limitações // Mas quando d'amor se trata // Perco todas as noções.

A maior parte destes // 670 // poemas têm o Fado como destinatário.

*

Eu vou matando o tempo

---
Eu vou matando o tempo Olhando o teu retrato
O teu olhar gaiato, fascina o meu olhar
Transporto o pensamento
Aos limites do amor
Dou mais luz, dou mais côr, ao sonho de te amar

Eu vou imaginando
A tua imagem viva
E a tua voz altiva, chamando p'lo meu nome
Aos poucos vou calando
A voz do coração
E misturo paixão, á dor que me consome


Procuro a solução
Do meu fatal dilema
E sofro este poema, que de mim, está farto
Na minha solidão
Recuso o meu lamento
E vou matando o tempo, olhando o teu retrato