Esta minha poesia // Simples, como o meu valor // São os sopros da magia // Com que descrevo o amor !!! JFC
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Este site contém versos // De variado sabor // São sentimentos dispersos / Refletindo a minha cor !!! JFC
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Blogue especialmente dedicado à minha filha *Marta Castro *a razão da minha vida *
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Vida nem sempre vida

---
De cada vez que regresso
Ao meu ponto de partida
Sinceramente confesso
Que dou muito mais apreço
Ás coisas boas da vida

Dou mais valor ao luar
Que enfeita a minha cidade
E vejo no azul do mar
Um poema a transbordar
Nas rimas duma saudade

Vou pela cidade fora
Reviver tempo passado
E quando a minh'alma chora
Vou á procura do fado
Que se canta a toda a hora

Quando por fim me despeço
Do meu ponto de partida
Suporto o amargo preço
De sentir que não mereço
Esta vida sem ser vida

Sem comentários: