Blogue especialmente dedicado à minha filha Marta Castro *a razão maior duma vida em amor*

<> 585 POEMAS <>

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Quando bebo poesia

---
Quando bebo poesia
Sinto perfume de rosas
Encontro o sol que me guia
Nas frases mais virtuosas

Quando bebo poesia / E me cubro com seu manto
Sinto na alma, o encanto / Que todo me contagia

Quando bebo poesia / Sou ébrio por devoção
Embebedo o coração / Com gotas de melodia

Quando bebo poesia / Sou poeta, por momentos
E com fome de magia / Rebusco meus pensamentos

No mistério de magia / Que mais tarde irei saber
Sinto a alma renascer / Quando bebo poesia

Novembro 1995                    

Sem comentários: