Blogue especialmente dedicado a minha filha *MARTA CASTRO* a razão maior duma vida em amor !!!

Eu tenho a noção exata // Das minhas limitações // Mas quando d'amor se trata // Perco todas as noções.

A maior parte destes // 670 // poemas têm o Fado como destinatário.

*

Existem dias assim....

Nos dias que odeio a vida
Sou ave meio perdida
Sem ter sequer um espaço
Onde gritar o cansaço;
Que magoa e enfraquece
O tempo que me acontece

Nos dias que odeio a vida
Sou sombra meio escondida
Que se mistura no tempo
Em que tudo é desalento;
Buscando a cor ideal
Dum amor intemporal 

Nos dias que odeio a vida
Sou rima meio esbatida
Que não cabe num poema
Nem tem a força suprema;
Dum soneto arrasador
Onde o tema é o amor

Nos dias que odeio a vida
Sou também a dor sentida
Marcada no adeus profundo
De quem partiu deste mundo;
Deixando a dor da saudade
Ensombrando a felicidade