Blogue especialmente dedicado à minha filha *Marta Castro *a razão maior da minha vida*

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A cor do amor

Já não conheço bem a cor da madrugada
Já nem sei descrever a cor real do amor
No coração d’alguém sou pouco mais que nada
E já nem sequer sei se o meu amor tem cor

Eu já mal me conheço, apenas sei meu nome
A vida não me dá o sol dum amor puro
O nada que pareço é dor que me consome
Pois no meu amanhã não há cor de futuro

Quero ter este fado em minha companhia
Para ter um poema ao alcance da mão
Meu canto magoado é som de nostalgia
E a alma deste tema é cor duma paixão

Sem comentários: