Este site contém versos // De variado sabor // São sentimentos dispersos // Refletindo a minha cor.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Pela calada da noite

- - - 
Antes do sono chegar
Senti o peito apertar
Dum jeito p'ra mim estranho
Misto de ansiedade e dor
Como quem sabe de cor
Que o amor não tem tamanho

Senti que o tempo parava
E aos poucos se mostrava
Amigo da solidão
Senti também na garganta
O nó de quem já não canta
Poemas ao coração

Tomado pela tristeza
Deixei que minh'alma acesa
Queimasse o medo que havia
Adormeci pensativo
Sem perceber o motivo
Da minha imensa agonia

Assim que o dia chegou
Tudo em mim se transformou
E reacendi a chama
Porque cedi à vontade
De convidar a saudade
A dormir na minha cama

13.05.2020 

Sem comentários: