Blogue especialmente dedicado à minha filha *Marta Castro *a razão maior da minha vida*

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Por leis que desconheço

Chegei aonde cheguei
Tenho o nada que mereço
E por leis que desconheço
Comecei logo no berço
A cumprir a minha lei

Reneguei sonhos nefastos
Por recear o seu preço
E por leis que desconheço
Vivi sonhos muito gastos
Com empenho e muito apreço

Para conhecer o mundo
Virei a vida do avesso
E por leis que desconheço
Fui poeta vagabundo
No meu poema disperso

Tenho a triste sensação
De não ser o que pareço
E por leis que desconheço
Naturalmente obedeço
À lei de qualquer paixão

Sem comentários: