Blogue especialmente dedicado à minha filha Marta Castro *a razão maior duma vida em amor*

<> 585 POEMAS <>

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Poemas de fado

---
Já quase não há poetas
De guardanapo na mesa
Com suas velhas canetas
A deslizar com leveza

Hoje os poemas de fado
São as figuras d’estilo
Onde um verso mutilado
Quer dizer *isto* ou *aquilo*

Rima sim e rima não
Com versos de mau rigor
Em poemas que não são
Suspiros de trovador

Tudo é mais informal
Tudo é premeditado
Mas mesmo assim virtual
Nosso fado é sempre fado


Sem comentários: