Blogue especialmente dedicado a minha filha *MARTA CASTRO* a razão maior duma vida em amor !!!

Eu tenho a noção exata // Das minhas limitações // Mas quando d'amor se trata // Perco todas as noções.

A maior parte destes // 670 // poemas têm o Fado como destinatário.

*

Esgotamento

Faz tempo que não há tempo / P’ra gastar a nosso modo
Agora, a qualquer momento / Esgota-se o tempo todo

Esgota-se a paciência / Do homem mais paciente
Sem que haja consistência / Naquilo que é consistente

Esgota-se a solidez / Do mais sólido castelo
Seja ele azul maltês / Seja branco ou amarelo

Esgota-se a presunção / Da vaidade presunçosa
Que tendo a cor do carvão / Mantém-se altiva e vaidosa

Esgota-se a esperança / Que de verde pouco tem
Porque falta a confiança / Que diz que vem, mas não vem

Esgota-se a persistência / Dos que querem persistir
Na terrível imprudência / Que fará tudo ruír
-
Esgota-se a fé de quem / Quer salvar-se pela fé
Mas que não salva ninguém / Quando é feroz a maré

Esgota-se o pé-de-meia / Amealhado por bem
E não há sequer ideia / Do pé que a meia lá tem

Esgota-se aquela base / Que nos garante o sustento
Confesso amigos, ‘stou quase / A ter um esgotamento