Este site contém versos // De variado sabor // São sentimentos dispersos // Refletindo a minha cor.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Uma nova Primavera

---
Quando senti que batias
Na janela do meu peito
Com o desejo de entrar;
Recordei noites vazias
Cheias dum amor perfeito
Que vai teimando em ficar

Mas porém, nada mudou
Porque meu peito cansado / Já não te quis receber
Quando tua mão parou
O meu coração, coitado / Sentiu-se desfalecer

Depois, fiquei á espera
Duma nova primavera / Que te fizesse voltar
Porque sem o teu carinho
Não há calor no meu ninho / E nem o sol quer brilhar

Na janela do meu peito
Mora um sonho já desfeito / Pelo vulcão da saudade
És o meu amor ausente
E quero que brevemente / Me tragas felicidade

Sem comentários: