Blogue especialmente dedicado à minha filha *Marta Castro *a razão maior da minha vida*

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Eternamente poema

Perdidos no mar / Fomos apraiar
Na ilha maior... e então
Subimos marés / E sem timidez
Fizemos amor... em paixão

A onda gigante / Chegou no instante
Do amor feito lume... e depois
Levou o encanto / E deixou o pranto
A carpir ciúme... p’los dois

Um tempo mais tarde / A minha saudade
Visitou a foz... porém
Nada aconteceu / O vento varreu
O rasto de nós... pois bem

Resta-nos então / A recordação
Daquela união... suprema
Ai amor ausente / Luz do meu poente
És eternamente... poema

Sem comentários: