Blogue especialmente dedicado a minha filha *MARTA CASTRO* a razão maior duma vida em amor !!!

Eu tenho a noção exata // Das minhas limitações // Mas quando d'amor se trata // Perco todas as noções.

A maior parte destes // 670 // poemas têm o Fado como destinatário.

*

Um fado à mercê da vida

Eu sou um tempo perdido
Nas madrugadas da vida
Sou um fado acontecido
Numa noite florida

Sou um barco sem maré
Neste mar por navegar
Sou alma cheia de fé
Que passa a vida a cantar

Quando a saudade magoa
Minh’alma entoa esta canção
E o soluço se apregoa
Mesmo que doa no coração
Quando a saudade faz lei
As outras leis são tempo errado
A saudade a que me dei
Tem as leis do próprio fado


Eu sou o sopro fugaz
Duma brisa matinal
Sou um poema de paz
Numa guerra triunfal

SoU um livro que se lê
Sou um verso que alguém quer
E assim ando á mercê
Do que a vida me trouxer