Este modesto blogue é especialmente dedicado à minha filha *MARTA CASTRO* a razão maior duma vida em amor !!!

Eu tenho a noção exata // Das minhas limitações // Mas quando d'amor se trata // Perco todas as noções.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A maior parte destes 760 poemas poemas tem o Fado como destinatário.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- --------------------------------------------------------------------------------------------

SE GOSTA DA MINHA POESIA...CANTE-A !!!

Minha irmã poesia

Não há muros de silêncio
Nem há solidão perdida
Quando a saudade tem fim;
O dilema tão intenso
Da rima desconhecida
Pulsa bem dento de mim

Não sei rimar felicidade
Sem que teu nome apareça 
Na luz do meu pensamento
Nem sem rimar liberdade
Sem que o amor entristeça 
Do jeito mais violento

Não sei rimar primavera

Sem que teu formoso rosto 
Tenha brilhos matinais
Nos tempos da minha espera
Há sempre um luar de Agosto 
Que não se vislumbra mais

Não sei rimar melodia
Sem que a voz com que me falas 
Tenha um sonho embalador
Ai minha irmã poesia
Vê lá se nunca te calas 
E me dás sonhos d'amor