Este modesto blogue é especialmente dedicado à minha filha *MARTA CASTRO* a razão maior duma vida em amor !!!

Eu tenho a noção exata // Das minhas limitações // Mas quando d'amor se trata // Perco todas as noções.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A maior parte destes 760 poemas poemas tem o Fado como destinatário.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- --------------------------------------------------------------------------------------------

SE GOSTA DA MINHA POESIA...CANTE-A !!!

Soneto outonal

Soneto do amor estranho e forte
Que se dá a quem não lhe pertence
Estranho, porque sente o vento norte
E forte porque o vento não o vence

Soneto do martírio intemporal
Que toca qualquer alma sofredora
Soneto do direito natural
Tão natural como o romper d'aurora

Soneto que parece não ter cor
E que respira apenas por amor
O mesmo ar fatal que tu respiras     

Soneto que te dou sem que mereças
Porque te dou quase tudo sem que peças
E aquilo que năo dou, és tu que tiras.